Toy Art chega ao Brasil

Movimento se fortifica e promete virar mania entre aficionados.


Após a realização da primeira mostra do gênero no país pelo artista Nunca em São Paulo, recentemente foi a vez de Salvador entrar para o circuito com a instalação intitulada TOY LIFE, que lançou em outubro a série de toy-art desenvolvida pela artista plástica Andrea May.

O espaço foi transformado numa caixa cênica cheia de dolls, bonecos exclusivos da série "AmorRoxo", ambientados por uma trilha sonora composta especialmente pelo produtor musical Boeing e por intervenções imagéticas de animações produzidas pelo Coletivo Mote.


A toy-art é um segmento de vanguarda que se alastra mundo afora e até então pouco divulgado no Brasil. Em Tokyo, a famosa Keiko Miyata cria monstros de vários tamanhos e cores em intervenções conceituais. Podem ser bonecos, criaturas exóticas como insetos carnívoros, fantasmas ou zumbis, todos fazem parte do universo de fantasias e críticas ácidas ao mundo moderno. Através dos seus criadores, eles vão tecendo uma rede de expansão do surreal ao traçar um paralelo com o olhar outsider, quase visionário.


A simbologia dos bonecos vai além da imaginação. Eles deixaram de ser apenas binquedos de criança para se tornarem mascotes de adolescentes e adultos de todas as idades.

Em suas conexões com a urbe, os bonecos tanto se deixam dominar, observando atônitos o caos, quanto podem tornar-se operários de um mundo mais divertido e por que não dizer... mais fofo?! "Brinquedos macios porém obstinados, cada um com uma missão. Assim são os toys", diz May.


O próximo lançamento da série acontecerá no Rio de Janeiro, onde a artista foi convidada para participar do Bazar "A MOSTRA GRÁTIS", dia 3 de dezembro (sábado, das 15 às 22h) num casarão no Outeiro da Glória.


Sobre a artista

Andrea May é baiana, graduada pela Universidade Federal da Bahia em Artes Plásticas, atuante por vários anos na área de produção, marketing cultural e programação visual, é também intérprete e compositora do projeto tara_code. Expôs em diversas coletivas; organizou feiras de artes (Balaio Cult) e o extinto e-zine de cultura (CyberBalaioCult); criou o coletivo "e-lectroINvasores" e como artista urbana, inaugurou em Salvador a Galeria de Adesivos (stickers), primeira da América Latina, obtendo excelente repercussão nacional e internacional; participou do salão m.a.i.o. de interferências urbanas; idealizou e coordenou o evento ATTACK + (simultâneo em várias capitais). Em janeiro de 2005 realiza o I SALÃO NACIONAL DE STICKER E POSTER ART (Casarão Santa Luzia, Salvador) com mais de 60 artistas de todo o País. Em abril fez a curadoria nacional da Mostra de Street Art no Festival ABRIL PRO ROCK (Pernambuco). Participou recentemente do curso ARTE CIDADE com Prof. Almandrade no ICBA e foi convidada pelo Salão de MAIO 2005 para mesa de debates sobre Movimentos Contemporâneos/ Arte de Rua. Hoje atua em Salvador com o COLAtivo e coordena oficina permanente de arte urbana no Centro de Estudos e Tratamento do Abuso de Drogas.


Contato:
mayartes@taracode.com.br

0 Comments:

Post a Comment

<< Home